quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

Falando para surdos



Escrevi este verso para você
Para você que não me sabe
Não me ouve e não me vê
Escrevi sem ter um porque
Em consideração a mim mesmo
Imaginando a grande importância
Do seu agir, seu pensar e falar

Escrevi palavras de certo encadeadas
Sem sequer um só sentido definido
Em uma homenagem singela pra alguém
Alguém que não prezo ou desprezo
Escrevi sem preço ou apreço
Entendendo a necessidade de dizer
Dizer desnecessariamente e só

Nenhum comentário:

Postar um comentário