terça-feira, 23 de dezembro de 2014

FELIZ NATAL


Acordei o natal em mim,
fazendo um acordo interior com meu ouvir.

O acordo é que serei menos crítico,
estarei mais interessado em ouvir você.

E quando você ou alguém estiver falando,
não ficarei buscando respostas.

Selei também um acordo com acordes dissonantes,
eles não são desafinos.

São pertencentes a outros selos,
gravadoras que não me acostumei a escutar.


Despertei o natal em mim,
regulando as lentes que regem meu diário olhar

Começando pelo costume de olhar para frente;
sendo assim, usar menos o retrovisor

Coloquei como minhas cores preferidas,
as da manjedoura e as da cruz

Lembrando-me de que as brancas vestes 
foram marcadas com sangue d'Ele

Placenta dela, ofertas de outros e não minhas,
o natal chegou a mim por dádiva


Tenho então este novo presente para ofertar 
ao bom e terno aniversariante

Uma nova forma de ser; 
que na verdade mais profunda, 
ganhei d'Ele mesmo

Mas não farei mais um mal uso dela,
farei um esforço para alegrá-lo e agradá-lo

Não com cantos ou palavras,
não só com efeitos áudio-visuais e tecnológicos

Acordei o natal em mim, 
me comprometendo a amar mais a Deus, 
amar mais a você e aprender a amar a mim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário