domingo, 23 de novembro de 2014

O inverso do verso


Tenho estado meio encabulado
Totalmente sem noção do que escrever
Ando assim ultimamente, pensando em você
Ligeiramente sem noção do que fazer
Se fico calado, se fico esperando
E então, eu fico assim imobilizado
Acordado, sem sono e sem você
Indeciso, coisa que não me é normal
Acho melhor eu parar de escrever
E enviar este verso inacabado pra você

2 comentários: