quinta-feira, 20 de novembro de 2014

Decor de cor


Tantas lutas, tantas dores, tantas cores
Branco negro do negro branco impuro
Pois ser puro é ser todo, ter tudo em si
Pois ser puro e ter de si cores diversas
Diversas cores e tons de ser humano
Sendo humano sem cor e sem dor
Ser só humano, de cor e salteado
Saltitando negro saltimbanco branco
Mameluco, o homem in-sano, maluco
Perdido em tons, em raças, em castas
Buscando identidade em nada demais
Homem de raça, não precisa de cor
A melhor raça de homem, é a do amor


Nenhum comentário:

Postar um comentário