sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Enluarado


Lua cheia sobre o mar e cores muitas
Muitas versões, aversões do frio aqui
Há versões em cheias, crescentes de amor
E o canto do mar que bate suavemente
Confundindo no ouvir, sussurros e ais
E a maresia não esfria desejos, nem calor
A maresia se une, se confunde no suor

Suor e calor, noite enluarada de amor
E a lua nova, envergonhada sob o mar
Nada ilumina, só o amor irradia calor
Só o amor, o mar, a maresia, fantasia
E os corpos imersos no mar escuro
Pela lua nova se escondendo do amar
E o mar tranquilo iluminado de amor

E foi então que caminharam juntos
Lua e amor crescente iluminando
Luzia clareando a orla das vestes
A orla da praia recebendo a lua
E o amor dos dois, dando de borla
Todo significado que tem o amor
Vendo ali a lua encantada e clara
Por causa do tom do amor dos dois

Nenhum comentário:

Postar um comentário