quinta-feira, 31 de julho de 2014

Natureza


Esta ferida aberta exala pus
Reza a lenda, que a fenda
O corte aberto neste chão
É de todos os existentes
O que mais desperta a reza

Esta luz ferida pela dor
Faz sombra de descanso
Mesmo em plena assolação
Sem causar dano ou insolação
Que possa enxugar a poça

Poço de lágrimas de saudade
Que saem da ferida aberta
Causando dano a humanidade
Que se lembra da Terra planeta
Vivendo equilibradamente da terra

Esta luz aberta, sem ozônio
Motivo vivo de muita prece
Pede que você se apresse
Transformando prece em ação
Vivendo equilibradamente na Terra

Nenhum comentário:

Postar um comentário