quinta-feira, 24 de julho de 2014

Compondo a vida


Acordo com aquela nota em meu ouvir
Sol, que passa também pela fina cortina
Clareando o meu despertar indo para lá
Mesmo sendo sabedor do ressoante "Se"
Que todos os dias ouço de quem hesitou

É o meu mundo dissonante, feito de dó
Sem harmonia, desafinando amores
Desafiando a tudo e todos que insistem
Clarineando um, dois toques de retirada
Insistindo que se desista da desafinada mente

Mas persigo ideias e ideais precisos
Motivo porque não preciso de falso ciso
Do juízo dos que vivem de um medo
Da falta de notas na pauta, no bolso.
Mantendo-me sempre na clave de Fá

Fazendo de cada oportunidade em Si
Acordo que acorde mais um dia em mim
Compondo acordes que harmonizem
Mesmo que dissonantemente
Uma nova canção para cada dia

Canções feitas de acordos claros
De acordes simples e de fácil execução
Executando assim, o que fere a harmonia
Transformando o desafino na fina ação
De amor, claridade e paz

Nenhum comentário:

Postar um comentário