quinta-feira, 12 de junho de 2014

O vazio


Alta madrugada, tudo e nada
Tudo se foi, nada ficou
Só eu aqui e fico pensando
Que a vida a limpo é passada
Apagando-se o passado
Passando a limpo o pesado
Valorizando o que é bom
Compreendendo o que não é

Alta madrugada, tudo ou nada
Nada se foi, tudo ficou
Eu só aqui, pesando se eu
No passado tive uma vida limpa
Se estou pagando o passado
Limpando as manchas
Dos valores diversos
Das palavras nos versos

Alta madrugada
Tudo ou nada, tudo e nada, tudo é nada

Nenhum comentário:

Postar um comentário