quarta-feira, 4 de setembro de 2013

Poema do Malandro Ferido ( Obrigado Morro do Salgueiro )

Vou dizer pra você, não vai ser mole não
É cena de fogo cruzado, de tiros trocados
De bala perdida, zunindo pertinho do teu coração
Foi você que escolheu, desenhou teu caminho
E agora me volta falando mansinho, pisando fininho
Dizendo benzinho volta pra mim, sei não
Dá um tempo querida, estou aberto pra vida
Esqueci de dizer que uso colete pro meu coração
Se você quer, tudo bem, faz tua parte também
E não pensa que é promessa que faço
É meu jeito de ser, uma espécie de laço
Escondido no meio das folhas caídas ao chão, 
Tensionado, bem preso no topo da árvore, 
Esperando a tua pisada, cuidado com teu coração

Nenhum comentário:

Postar um comentário