segunda-feira, 5 de agosto de 2013

Meu sonho



Envolvida no sonho e mistério
Cavalga em círculos ao redor de mim
Sem rosto, seu perfume ilumina
Toda minha sensação de viver

E assim, sem rosto e com calma
Inibiria meus  pensares e olhares
Seu  toque, minha face ilumina
No doce desejo de te ver,  de te ter

A resistência em acordar
É o acordo, o acorde da alma
A ilusão de que haverá forma
Formato de amor e mulher

Mas acordo sem esperança
A não ser a gerada pelo calor
Pelos lençóis amassados
Carregados do mesmo perfume

E uma camisola no chão

Nenhum comentário:

Postar um comentário