sexta-feira, 1 de junho de 2012

O GRANDE AMOR

Um grande amor é acontecimento único
Que algumas vezes, sem motivo nenhum
Acontece na vida, uma, duas, diversas vezes
O grande amor é a disposição de amar grande
E não é necessário eternidade ou companhia
Porque o grande amor é planta plena
Nascente ou morrendo, permanece o mesmo
Isto, se for verdadeiro o grande amor
Então, pé na estrada das causas, dos olhares
Atenção despreocupada nas flores e nas florestas
Porque quando menos se espera, o objeto aparece
E se aparece quando menos se espera
Quando menos se espera desaparece também
Aparece e desaparece o objeto que desperta
Despertando ou acalmando em nós o sentimento
Que se é amor, haverá de ser grande, duradouro
Com causas, objetos ou pessoas a serem amadas
Ou nada a ser exaltado, a não o grande amor
Porque o grande amor é capacidade de ser
Expressar e viver, calar ou dizer, sorrir, beijar, abraçar
O que se quer com ternura intensa ou vontade densa
E são tantas coisas que constroem o prédio
Do que chamamos grande amor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário