sábado, 9 de junho de 2012

O AMIGO DO FRIO


To aqui parado, sozinho e pensando na vida
Eu to de cara com o barato estranho ali
Com um tipo que passou por mim e parou aqui
Mas to de boa, parado, calado e de olho fechado
De corpo blindado por um casaco legal
É o frio desértico, o "descalor" sem igual
Que depois de chegar, vai ficando
Oprimindo a mim e quem sabe, oprime a você.
Mas gosto dele, me lembra o velho amigo
Que me chama e diz: É hora de ir
E paro, olho e acelero dizendo
Amigo, na boa, você que sabe
Acerto a gola, olho e vou no frio geral.

Nenhum comentário:

Postar um comentário