sábado, 9 de junho de 2012

A brisa


Sou como o vento, agrado no calor, mas corto no frio
Ou como o tempo, pois nunca penso em parar
Vou caminho que for preciso, tendo de sorrir ou chorar
Faço e desfaço alianças, prezo e desprezo emoções
Sou como a água que sacia ou arrasa, depende do uso
De acordo com o tempo, depende do vento, sou fúria do mar
Sigo ou persigo nobre ou tolo ideal, construo ou destruo
De acordo com o vento, de acordo com o tempo
Trilho ou persigo, tolos momentos ou o meu ideal

Nenhum comentário:

Postar um comentário