sexta-feira, 16 de março de 2012

ILUSÕES


Os teus olhos de saudade
Disseram-me gentilmente
Chegou minha hora de ir
Porque não adianta ficar
Não te quero ver sofrer
O chorar a ausência, a falta
De um amor que não sou eu

Então em ti, brota um sorriso
Você balbucia um, não vá!
Finjo não ter visto o que vi
Imagino mentiras em mim
Por pouco me entrego
Todo e tolo, sempre teu
Sofrendo e amando você

Nenhum comentário:

Postar um comentário