domingo, 18 de março de 2012

Graças a vida

Sei que esta manhã tem cores de outono
As nuvens me fazem lembrar as águas
As águas de março que se vão
O refresco que a brisa trouxe
Aponta o inverno e seus prazeres
Que mais tarde nos convidarão
A casacos e chimarrão
Mas hoje eu sou feliz
Sou tudo o que posso ser
Amo tudo que posso ser
Desfruto tudo que posso ter
Sou grato a DEUS, aos amigos
E também às lições dos inimigos 
                                         Me ensinaram a ser mais meu amigo                                                                                                                                                                            

Nenhum comentário:

Postar um comentário