domingo, 30 de outubro de 2011

In certezas


A certeza certa que tenho
É que certamente virás pela manhã
Mas se for incerta a certeza que tenho
Incertamente sentirei o que pensei
Que não tive a dita sorte
Dos que certamente sentem
Que chegou o grande amor
E nesta vida de incertezas
Que certamente tenho vivido
Sinto vívido os sentimentos
De incertezas do que sinto
Certamente sinto então
Não sei bem se certezas
Ou incertezas do que sinto
Mas com certeza
Certamente sei que te amo.

Um comentário:

  1. MEU AMIGO QUERIDO,NOVAMENTE VC COM ESTE TALENTO MARAVILHOSO E ESTE DOM DA FALA E ESCRITA.OBRIGADA POR DEUS COLOCA-LO EM MINHA VIDA.ABRAÇOS.LANA

    ResponderExcluir