terça-feira, 13 de setembro de 2011

VIDA COMPLETA

Fiquei ali parado
Estarrecido com a cena
O homem havia ficado só
Ela a seu lado sem ânima
Ele sem animo também
Décadas de uma só vida
Uma só vida vivida a dois
Ele sem saber o que dizer
Consolava-se por saber ter dito
Que a amava com todo o seu amor
E ela ali parada, imóvel
Encerrando uma história
E sempre a mesma história
História que não tem fim

Nenhum comentário:

Postar um comentário