quinta-feira, 11 de agosto de 2011

A LUA

A lua presa em meu quarto
Quarto minguante de solidão
Pois ela flutua, reflete raios
Que em mim refletem paixão

A lua clara no chão
Revela terra molhada
Revelando flores e frutos
Que amanhã ou mais tarde virão

A lua invade meu quarto
Me expulsa pra vida
Me propondo uma dança
Me convida a paixão

Nenhum comentário:

Postar um comentário