sábado, 5 de fevereiro de 2011

88 minutos

Ando sem nenhuma inspiração
Preciso de ócio
Mas tenho de trabalhar
Ando cansando e cansado
Trabalhando em mim
Aquilo que já foi trabalhado

Mas entendo que me sei
Quando chego neste ponto
Do já sei, me cansei
Começo a dar de ombro
Largo a mochila e coisas velhas
Passadas, pesadas em mim

Nesta hora, ora bolas
Ergo os olhos e vejo o gol
Dou um pique curto
Na direção do corredor
O sorriiso é um aviso
De que sei onde estou

E embora pareça longe
Lembro-me do que aprendi
Bato dalí sem medo de errar
Não olho a torcida, nem adversários
Estou indo para o meio do campo
Sei bem o que fiz. É GOOOL

Nenhum comentário:

Postar um comentário