quinta-feira, 18 de março de 2010

Amor Genial

Ele simplesmente olhou-a
E todo seu ser se transbordou
Disse-lhe palavras códigos
Coisas criadas pelos dois

Ela esboçou uma corrida
Ele a tomou em seus braços
Sorrisos e declarações de amor
Parados por instantes, indagavam-se

Para onde havemos de ir
Olhando-a nos olhos disse-lhe:
Pode escolher, hoje é seu dia
Ela lhe respondeu sorridente
Quero uma enorme taça de sorvete

Entraram no carro
A caminho da sorveteria
Brincavam, cantavam
Aquele amor puro e paternal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário